;

28 setembro, 2009

E agora?! Matar para evitar a morte?

É complicado! Desafio você para deixar a sua opinião sobre este fato que presenciamos no fim de semana do RJ e que repercutiu pelo Brasil.
.
Até que ponto está correta essa ação? É a única maneira de resolveruma situação como essa? Quais os critérios para avaliar que vida é mais importante, ou melhor, como saber qual vida é dispensável? Ou melhor ainda, temos condições de determinar que merece ou não viver ou morrer? Quem somos nós para decidir isso?!
.
É muito complicado... é arriscado! Colocar nas mãos dos homens decisões de vida ou morte nunca foi uma experiência muito agradável.
.
"Mas ele tirou o pino por várias vezes. Mas ele ia matá-la. Mas ele estava agressivo. Mas ele tinha antecedentes. Mas ele não acrescentava nada à sociedade."
.
São muitos "mas"...
.
Posso deixar uns "se's" para vocês?
.
E:
se a granada não funcionasse.
se a negociação terminasse bem.
se atirassem no braço.
se atirassem na mão.
se atirassem nas pernas.
se desse apenas um tiro de raspão e alguém o agarrasse.
se alguém, assim que ele recolocasse o pino, o agarrasse imediatamente.
.
Não quero defender a criminalidade! Não quero e detesto sofrer com a violência como todo mundo. Porém defendo e sempre defenderei a VIDA. Vida é sempre vida. Minhas atitudes, por mais sórdidas que possam ser não me tiram o direito de VIVER.
.
Afinal a vida é bela justamente por que em algum momento posso ser transformado desde meu interior e vivê-la diferentemente.
.
E agora?! Damos a chance da pessoa decidir se muda ou não? Ou simplesmente atiraremos na sua cabeça como que julgando: "Não! Você jamais será diferente e eu sei o que você iria fazer agora!"
.
Abraços! Desculpem o sumiço!
.
Deus abençoe a todos!!

16 comentários:

Gilson disse...

Meu amigo Felipe sumido, primeiramente eu não teria coragem de tirar a vida de um homen mesmo tendo a minha em risco. Acho que o nosso amigo lá de cima ia me proteger, caso não desse, paciência, afinal a vida não terminaria para mim.

Abraços

MeL disse...

é complicado, mas quando se vai pro caminho da criminalidade, eu acho que o proprio ser humano está se colocando a deriva dos policiais, e alguém que faz o que ele fez, provavelmente deve pensar que o fim será esse.... Não que eu ache certo matar alguém, mesmo porque até esse ladrão com certeza tem mãe, pai, deve ter filhos, mulher... Pessoas que vão sofrer com a sua morte, pq ele mesmo não vai sofrer nada... Mas sei lá... eu acho que ele procurou, pois ele estava atentando contra a vida de uma pessoa inocente, então ele se pos numa situação onde o final foi a sua morte... Dificil esse tema!

Juliano disse...

De fato a vida é o bem mais precioso que nós possuimos, e isso independentemente do sexo, religião, etnia, ricou ou pobre.
Então devemos preserva-las ao máximo, sendo a nossa ou a de terceiros.

Abraços e ótima semana

Mari disse...

Não concordo. Agora, que ele já morreu, é aquela comoção geral, a mãe vai dar depoimento no fantástico e dizer que o filhinho, tadinho, tava sem emprego e não era da índole dele fazer isso. Nunca é, né? É o típico caso da Eloá: a vida dela, que não tinha feito NADA, era uma refém, valeu menos do que o outro, que invadiu, botou uma arma na cabeça dela, a matou e quase matou a amiga?

Acho que a polícia agiu corretamente e tem mais: não voto no Serra para presidência justamente porque ele não permitiu que os atiradores de elite fizessem seu trabalho no caso Eloá; nessa hora, não importa o 'se', porque da mesma forma que não a granada não funcionasse, poderia ter funcionado e machucado bem mais gente. Não é só um caso: veja a Eloá, o ônibus 174...

Eu também defendo a vida, mas de forma alguma acho certo que um cara mate, machuque ou faça qualquer coisa com uma pessoa, seja pelo motivo que for; caso esse cara faça, ele está indo contra a ordem, contra os direitos dos outros. Nesse âmbito, não se questiona mais, não existem mais 'se'.

Cristi@ne Augusto - disse...

Olá amigo Felipe...triste fim deste homem...tb defendo a vida e não mataria ninguém para defender a minha, pelo menos é o que sinto agora, mas não posso afirmar 100% se agiria assim, se acontecesse comigo isso...enfim...só Deus tem o direito de decidir sobre a vida e a morte, principalmente dos seus escolhidos...que Deus tenha misericórdia dos policiais que atiraram e da família do que morreu...não estamos na "pele" deles para saber o que estão sentindo...deve ser mto triste!
Ótima semana amigo e irmão...
Bjinhos

Aline V. disse...

eu acho essa questão bastante complicada...acho que nao cabe a n´so reles mortais decidir quem deve morrer ou viver... mas qdo penso em um otário que estupra um bebezinho...ai eu acho que a morte é a unica possibilidade pra ele, e que de preferencia seja lenta e dolorida... mas eu não seria capaz de fazer isso...como eu disse, isso é muito complicado...

beijoos

HSLO disse...

Amigo Felipe,


Eu também fiz essa reflexão durante o final de semana. Não defendo os criminalidade, mas defendo a vida...de qualquer pessoa.

abraços


Hugo

Silvia Gonçalves disse...

Pô Felipe... este lance ai é complicado...

mas, vamos tentar discutir alguma coisa...

Qdo vc vai à um show, vai para que?? Assistir alguém não é?
Vc está disposto a ir lá para assistir alguém...

O cara, antes de tentar por a vida dele em risco, tinha uma chance, uma oportunidade.. mas não, ele não fez isto.. ele preferiu por a vida dele em risco...

A questão, meu caro, é que neste e em vários casos parecidos, a decisão destes de ter uma vida diferente foi feita antes dos atos que os levaram a própria morte...

É isto o que eu acho..

Bjos e boa semana!

disse...

Hummm polêmica...
Olha só Felipe, morar numa cidade grande é mega complicado e vc deve saber bem disso. QUando somos nós que sofremos violência então nem se fala, mas assim tudo na vida tem que ser visto com 2 lados. Eu sinceramente acho que se todos os bandidos desde a época do Leonel Brizola (seu "conterrâneo) e por diversas vezes governador do meu estado, onde ele disse que bandido é cidadão... Aff foi loucura, a partir dessa declaração surgiram inumeras ONGS defendendo os direitos daqueles que matam sem piedade, que estupram as mães, filhas, esposas de vocês homens de bem, daqueles que roubam o patrimonio de uma vida ou o salário suado de um mes inteiro de trabalho, enfim, gente que mesmo quando recebem ajuda, não aceitam e entram pro crime por status. Eu parabenizo o policial, atirador de elite, pai de familia, que apenas fez o seu trabalho, protegeu uma mãe de familia de ser morta em praça pública por um marginal que tinha diversas passagens pela policia e era alguem que não queria se regenerar.
Não ao SERRA pra presidente que deixou a Eloá morrer por principios sejam lá quais forem e agora o Lindberg tá lá, na cadeia, comendo e bebendo dos impostos que os paulistanos pagam.
Desculpa, mais opinião é que nem cabelo, cada um tem o seu.
Beijos

Sintonia JA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe MK disse...

Bah, pessoal! Adorei a participação de todos! É bom discutirmos isso... concordo em parte com cada um que comentou aqui. Concordo que quando a coisa é com a gente o "caldo engrossa" mesmo e pensamos em matar SIM!
.
Quanto à escolha de ser ou não diferente eu discordo de que ela possa em algum momento da vida ser imutável. É a mesma loucura que dizer, por exemplo, que a partir de hoje, por que eu menti várias vezes, eu jamais voltarei a dizer a verdade.
.
NÃO! Eu tenho a opção sim de falar a verdade novamente a hora que eu quiser. Assim como toda e qualquer atitude minha. Eu tenho essa possibilidade real e qualquer outro ser humano também tem.
.
Agora, a questão desafiadora que deixo para aqueles que voltarem aqui e quiserem responder é:
.
Um homem, que sabemos ser corruptível e sujeito à falhas, pode valorar a vida de outro homem? Nós temos o poder de dizer quem merece ou não a vida e a morte?
Eu, como ser humano, tenho o direito de acabar com qualquer possível mudança do outro? O que me garante? O que me dá a certeza? E se não há certeza, significa que posso estar errado quanto ao futuro?
.
Abraços a todos!! Deus abençoe vocês! É legal isso, discutir saudavelmente.

K.R. disse...

Boa tarde, achei muito interessante seu Blog, acho que vc poderá me ajudar a divulgar minha indignação...Conto com uma presença masculina e inteligente ...abraços

Najily disse...

Quem dar a vida é Deus,
O unico que tem o direito de tirar é ele...
Bjooos, ameiii o post!
Saudades!

Gilson disse...

Eu estava pensando comigo mesmo se o Felipe vai voltar a comentar os posts dos amigos ou ele está muito ocupado...rs..rs.....

Paz e bem

@philipsouza disse...

A vida é tão boa para que a joguemos fora tao rapidamente....devemos dar valor em tudo que fazemos...mesmo com dificuldades...mas com um desejo a seguir...

abraçao Xara;;;

Tay disse...

Assunto complicado, esperamos pela justiça de Deus que é a verdadeira justiça.